BLOG

Todos Artigos Colchão BioOrthus Colchão Magnético Cama Articulada

Um colchão ruim pode dar, literalmente, dor de cabeça

Pesquisas apontam que cerca de 70 a 80% dos brasileiros sofrem com dores de cabeça. As causas, por sua vez, podem estar relacionadas a fatores distintos, tais como: estresse, desequilíbrio hormonal, má alimentação, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e noites mal dormidas. Portanto, nesse último caso, os sintomas podem denunciar o uso de um colchão ruim, que mesmo sendo novo, pode não ser o mais adequado para as necessidades de quem o usa.

Mesmo que a pessoa não perceba, o uso de um colchão ruim pode provocar inúmeros prejuízos à saúde. A dor de cabeça é apenas um deles, mas uma sequência de noites mal dormidas pode influenciar também em quadros de estresse, dores no corpo, ansiedade, hérnia de disco e problemas na coluna, doenças cardiovasculares e até mesmo queda no sistema imunológico.

Uma dica simples para investigar se os sintomas podem estar relacionados ao uso de um colchão ruim, ou inadequado, pode ser a observação da própria qualidade do sono. Uma pessoa que dorme num colchão ruim, geralmente rola pela cama na maior parte do tempo, acorda inúmeras vezes, e geralmente se sente cansada logo ao acordar.

Qual o colchão adequado?

Especialistas indicam que o colchão adequado é o que acomoda e suporta o corpo de forma segura e confortável. Um colchão nem muito macio, nem muito firme. Nesse sentido, a Novo Colchão conta com diversas opções de colchão, incluindo os que têm sistema de massagem, os articulados e os magnéticos.

A linha Bio Orthus, por exemplo, foi projetada por um especialista em fisioterapia, combinando tecnologias como a da física quântica, infravermelho, magnetismo, cromoterapia e perfilado terapêutico, além de ser certificado pelo INMETRO e ISO 9001.

O colchão Bio Orthus é personalizado de acordo com as medidas do cliente, e se propõe a cuidar de patologias do sono, como dores de bico de papagaio, hérnia de disco, apneia de sono, ronco, bursite, fibromialgia, entre outros.

Como se pode ver, o uso de um colchão adequado está diretamente relacionado à qualidade de vida. Por isso, é importante observar não apenas a validade, como a proposta do produto, e se ele atende às suas necessidades.

Vale destacar também que, dependendo da rotina, da idade, a necessidade de parte da família pode não ser a mesma, cabendo aos adultos o compromisso de reparar esses erros. Uma boa higienização do colchão também pode influenciar no sentido de uma boa qualidade de vida, prevenindo que fungos, ácaros e mofos se formem e que provoquem doenças respiratórias.

Fontes: Requintare.com e SonoHer

• Porque escolher o Bio Orthus?• Clientes que comprovam a qualidade da Novo Colchão• Quais são os vilões e os heróis do sono?• Fadiga pandêmica: quais são os efeitos da pandemia na nossa saúde mental?• A má qualidade de sono pode aumentar os riscos de desenvolver doenças cardíacas• Um colchão ruim pode dar, literalmente, dor de cabeça• Como lidar com a privação do sono na maternidade• Há 140 anos surgia o primeiro colchão estofado com algodão• Riscos e benefícios de dormir com o pet na cama• As cores e a influência sobre o comportamento

localização

Bruno Werner Storck, 970 - Canudos - Novo Hamburgo/RS CEP.: 93544-360

Telefone: (51) 3097-0379 e-mail: novocolchao@novocolchao.com.br

© Novo Colchão 2022 - Todos os direito reservados. by Daniel Labres.